SNIRH JÚNIOR
Conhecimento e Diversão

Concurso 2007/08: A Água e o Desenvolvimento SustentÁvel

Regulamento do Concurso

Contexto

O Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos (SNIRH) tem sido responsável, desde 1995, pela compilação e divulgação de informação sobre recursos hídricos constituindo, actualmente, um importante acervo documental nesta temática. Da informação compilada numa base de dados e divulgada via Internet, destacam-se os dados resultantes da medição das variáveis hidrometeorológicas e qualidade da água, relatórios e estudos técnicos e informação audiovisual relacionada com recursos hídricos.

Com o objectivo de partilhar o conhecimento e de pôr à disposição dos jovens e das escolas, instituições privilegiadas na divulgação do conhecimento, o SNIRH tem, actualmente, o subsistema SNIRH-JÚNIOR, assente em tecnologia avançada, com conteúdos actuais desenvolvido para as necessidades da geração do futuro, estando, actualmente, adaptado a pessoas com necessidades especiais (cegos, ambliopes e pessoas com deficiências motoras).

O SNIRH-JÚNIOR permite ir ao encontro das necessidades do conhecimento através da ligação tecnológica que assegura a reciprocidade de saber, entre um serviço técnico do estado e as escolas.

As iniciativas no âmbito do SNIRH-JÚNIOR enquadram-se em dois dos três eixos do Plano Tecnológico: conhecimento (eixo nº1) e tecnologia (eixo nº2).

O conhecimento tem como objectivo qualificar os portugueses para a sociedade do conhecimento através de medidas estruturais, que visam elevar os níveis educativos médios da população e estimular uma aprendizagem diversificada ao longo da vida (a), e medidas que visam mobilizar Portugal para a sociedade de informação (b).

  1. Criar centros de competências de I&D na área de TIC (tecnologia de informação e comunicação), nomeadamente ao nível do desenvolvimento de software e da gestão de redes – dotar as organizações e as empresas de recursos humanos qualificados nas áreas de TIC, ao nível da gestão de redes e de sistemas, no planeamento e desenvolvimento de soluções aplicacionais, promovendo a concorrência e a colaboração internacional.
  2. Criar uma oferta pública de Internet de cidadania - garantir o acesso livre e gratuito a serviços públicos e de interesse público disponibilizados pela Internet, os quais deverão abranger a totalidade dos serviços básicos.

A tecnologia tem como objectivo a solidificação da cultura científica, dando especial ênfase à área tecnológica e reforçando o número de investigadores em Portugal. Tem como uma das medidas o reforço experimental e da promoção da cultura científica e tecnológica visando o reforço da Agência Ciência Viva como instituição não governamental de excelência internacional capaz de mobilizar o esforço de cientistas, professores e alunos, de autarquias e de empresas na promoção.

Com o objectivo de continuar a aumentar o nosso conhecimento quanto à utilização racional dos recursos hídricos, respondendo simultaneamente às necessidades do quotidiano diário, propõe-se promover na sociedade a eco-eficiência, a inovação e a responsabilidade social. Neste contexto propõe-se a elaboração de trabalhos subordinado ao tema "A ÁGUA E O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL".

Entende-se por eco-eficiência a criação de mais produtos e serviços, com redução, tanto na utilização dos recursos, como na produção de desperdícios e poluição. Pretende-se com esta filosofia melhorias ambientais que simultaneamente aumentem os benefícios económicos.

Grupo Alvo

O concurso tem como grupo alvo alunos que frequentam 2º e 3º Ciclos do ensino Básico e ensino Secundário. Os trabalhos a concurso poderão ser individuais ou colectivos (grupo composto no máximo de três jovens). Os trabalhos apresentados a concurso deverão recorrer às novas tecnologias na poupança, na reutilização e na divulgação do conhecimento relacionado com o uso inteligente do recurso água.

Entrega

A entrega ou o envio dos trabalhos para o Instituto da Água, por correio ou por e-mail, é da responsabilidade dos concorrentes. Cada trabalho deverá conter a identificação completa dos autores (nome, morada, telefone e e-mail).

Caso o trabalho seja elaborado no âmbito de uma escola este deverá conter, para além da identificação completa dos autores, a identificação da escola e dos professores que auxiliaram a sua elaboração.

Os trabalhos apresentados em suporte de papel (por exemplo cartazes) não deverão exceder as dimensões do formato A0 (largura 841mm e altura de 1189mm).

Calendário

Os trabalhos deverão ser enviados até ao final de Fevereiro de 2008 (prolongado até final de Abril de 2008) para o Instituto da Água. O resultado do concurso será divulgado no dia 7 de Março de 2008 (adiado para o dia 9 de Maio de 2008), através do site http://snirh.pt/junior.

Os participantes ao concurso deverão efectuar uma pré-inscrição, via e-mail (snirh@apambiente.pt), até ao final de Janeiro de 2008 (prolongado até final de Fevereiro de 2008), permitindo deste modo efectuar uma melhor organização do evento público associado à divulgação dos trabalhos apresentados ao concurso.

A apresentação será no dia 5 de Junho de 2008, Dia Mundial do Ambiente.

Júri

Os trabalhos apresentados a concurso serão apreciados por um júri constituído por um elemento da Presidência do Instituto da Água e por dois elementos do Departamento de Monitorização e Sistemas de Informação do Domínio Hídrico (DMSIDH) do Instituto da Água, IP (INAG).

Prémio

Os trabalhos serão todos premiados com brindes do INAG. Serão distinguidos dois trabalhos colectivos e dois trabalhos individuais, que terão apresentação pública e divulgação via Internet.

Os vencedores do concurso terão direito a passar um dia em contacto com o Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos (actividades de gabinete e campo). Existe ainda a possibilidade de realizar uma viagem à EXPOZARAGOSA 2008, Espanha (a decorrer de 14 de Junho a 14 de Setembro).

Algumas Sugestões:
  1. Avaliar os temas da escassez e excesso de água enquadrados nas práticas de ordenamento do território.
  2. Avaliar as regras de uso eficiente da água, que visa preservar o recurso, através de uma análise da implementação das regras nos diversos sectores económicos da sociedade: agricultura, industria, serviços, turismo, ensino, uso doméstico e outros sectores económicos (Lazer -usos de recreio -pequenas piscinas e jardins, etc.).
  3. Propor medidas de preservação deste recurso como meio de preservação do ambiente. Por exemplo identificar mecanismos de controlar o consumo da água, por tempo ou reutilização.
  4. Propor e desenvolver meios de divulgação inovadores das boas práticas de utilização da água (blogues temáticos, cartazes, esculturas, slogans, músicas, filmes, peças de teatro etc.).
  5. Construir uma Base de Dados simplificada, isto é, Base de Dados Jovem (Água Nova), utilizável pelas escolas, cujo objectivo é compilar dados provenientes dos diversos consumos do concelho. Possibilidade de posterior divulgação via Internet.
O SNIRH-JÚNIOR é um site integrado no Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos

PESQUISAR


English Version

English Version.

ACESSIBILIDADE

Símbolo de Acessibilidade à Web. [D]